Por um ideal em comum retratado em cada um de seus versos, a Circus nasce para transmitir e espalhar mensagens carregadas de críticas sociais, busca de autoconhecimento e vivências reais que fazem parte do dia a dia dos seus membros.

O grupo nasceu em uma brincadeira de amigos de escola e bairro em 2014 na cidade do Rio de Janeiro, na parte da zona norte, próximo do bairro do Méier. Em 2015 a banda lançou sua primeira musica, marcando seu início, que misturou suas maiores referências do Hardcore e New Metal, não tendo barreiras com outras influências.

 

Em julho de 2017, após lançar 5 músicas, a banda decide criar e lançar seu álbum de estreia “Em Meio à Destruição” junto de um selo criado por bandas amigas chamado Scienza Records. Dentro de uma produção caseira nascem 11 faixas que consolidam o pilar inicial da banda.

 

Ao decorrer do tempo, a Circus vem realizando apresentações rodando o Brasil, incluindo grandes palcos nacionais como Circo Voador, Imperator, Music Hall e Canecão.

 

Realizou turnês com bandas clássicas do seu cenário e nicho como Dead Fish e Matanza. Também sempre produziu eventos e arriscou participar de toda a produção dos seus materiais, adquirindo experiências e somando conquistas.

 

Em 2018 a banda lançou os singles ''Tempestade'' e ''Contra Cena'', sendo a última acompanhada de um clipe, transformando-se em sua música de trabalho, marcando uma transição procurando profissionalização.

 

Além das músicas novas a banda lançou dois episódios mostrando sua primeira experiência no Circo Voador, numa versão ao vivo da primeira música criada pela banda, ''Respeito e Liberdade'' e outro episódio em formato de bastidores e making of.

 

O primeiro material de 2019 foi a faixa ''Cidadão de Bem'', acompanhada de um vídeo oficial com as cenas do show onde a banda lançou a música ao vivo, no palco do Imperator.

 

Logo em seguida, no mesmo ano, o grupo lançou o single com clipe chamado ''O Ciclo''. A gravação foi realizada em São Paulo, no Estúdio Toth a convite e com produção de Fernando Uehara e Danilo de Souza (ambos do Bullet Bane) em meio a turnê da Circus pelo Estado de São Paulo.

 

No fim de 2019 o grupo lança ‘’O Plano’’ com participação de Rodrigo Lima (Vocal - Dead Fish), primeira faixa do álbum que viria a ser lançado no ano seguinte. O single foi a porta para o álbum ''Transmissão'' que saiu em seguida, no primeiro semestre de 2020, contando com Produção e Engenharia de Som de Jorge Guerreiro (Dead Fish, Matanza, Pitty, Titas, Rancore, Sepultura) e Co-Produção de Braulio Drumond, sendo gravado no clássico HR Estúdio no Rio de Janeiro.

 

O disco foi financiado pelo público da banda, numa especie de crowdfunding informal. Os músicos organizaram um circuito de shows, quatro eventos seguidos de produção independente, voltado 100% para a arrecadação do álbum, obtendo êxito.

Bernardo Tavares - Vocal
Eduardo Lopez  - Guitarra
Thales Ramos - Baixo
Alex Heink - Guitarra
Hugo Rezende - Bateria
CONHEÇA MAIS A BANDA ASSISTINDO OUTROS VÍDEOS DE BASTIDORES
 

Copyright@Circus Rock            

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Spotify ícone social
  • White YouTube Icon